quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

Shalom


Dizem os guias espirituais que algumas pessoas sentem raiva, pena, culpa, vergonha ou tristeza, porque colocaram no cu da bunda o que lhes mandaram. 

Estas pessoas venderam a alma ao diabo, nas lojas, e não sabem. Venderam sua parte da terra ancestral, quando pediram-se a uns sem os outros. Apegaram-se às coisas materiais e não conseguem se desfazer do que colocaram no culo. Não sabiam que poderiam ter colocado no bolso, na gaveta, na carteira, etc. quando lhes mandaram meter na própria bunda.

Portanto, nunca venderei um grão sequer da terra ancestral. Pois, para mim, são estrelas no céu cuja o amor a eles guardo no peito. Mesmo que o diabo oferecesse-me dez vezes mais do que Jeová pode me dar, minha alma é de Yavéh.

Shalom

terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Sempre em frente


ESTAMOS NO MESMO BARCO 

Tem algo trancando o mundo. Uns querendo ser acima dos outros. Ou trancando os mais ambiciosos. Será por isto que muitos estão morrendo? 

Basta à filosofia do uns sem os outros. Pois juntos somos fortes. Há dois anos digo isto.

Mudando o assunto; falando sobre o bem estar! 

Quando eu não fumo, sinto-me mais em cima. No entanto, nunca coloquei, quem fuma, abaixo de quem não fuma.

Como eu admiro uma pessoa que não bebe álcool! Para mim é top dos lá. O que eu quero ser lá em cima e lá na frente.

A verdade é que ninguém é melhor que ninguém. Contudo podemos ser melhores amanhã do que hoje. 

Sempre em frente é uma subida quando nos olhamos na altura dos olhos. Igualdade, liberdade e fraternidade. Ordem e progresso.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Pacto com Satanás


BAPHOMET ESTÁ SABENDO

Os Inimigos da Humanidade costumavam vender o tabaco ou despachar o álcool. Muitos foram deixados nos vícios. Em nome da Nova Ordem Mundial.

Os Pastores sabem do que estou falando. Por isto não fumam, não bebem álcool, nem café. 

O trabalho atual, das grandes nações, é diferente. Vendem o álcool e enterrram o tabaco. Servem o café aos peões, mas não bebem.

Muitos foram deixados na maconha, cocaína, crack ou cachaça. Chamam isto de pacto com Satanás. 

Belzebu está servindo quem se desfez dos vícios na integra. A terra dos tóxicos foi condenada. Lucifer favorece quem abriu mão do álcool e drogas.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Quem respeita os Mandamentos deveria estar em cima


O ARMAGEDOM E A RENOVAÇÃO DA ESPÉCIE

Deveríamos ser como irmãos. Honrando o Pai, guardando o sábado. Amando-o sobre todas as coisas. Sem ídolos ou outros deuses.

Estou muito decepcionando perante os inimigos da humanidade. Omicrom é como um bandido que tenta subir sobre o sexto mandamento. A humanidade está sendo como alguém que viola o sétimo, para violar o oitavo, enquanto viola o nono. A guerra fria é como uma bandida que tenta colocar o bandido sobre o décimo mandamento como se estivesse colocando-o sobre si própria enquanto projeta-se nos outros.

Tirar, levar, matar, roubar, vender, fornicar, adulterar ou prostituir. Há muita ostentação sobre tais pecados. Quando irão aprender que mais acima haveria de estar quem dispensa tais atos? Quem está colocando os bandidos acima do respeito aos mandamentos deve ser derrubado para que salvemos o crente, o justo e o pecador arrependido.

terça-feira, 28 de dezembro de 2021

Prossumers HQ (Adaptação Mídia)


Que Barateza II


A LOJA

O piso era branco; as paredes eram brancas. O tabuleiro incompleto já não estava no centro. A entrada era pelos olhos. 

Irmão sabia que os caboclos usavam paredes verdes ou em estado azul. Sua entrada era pelos ouvidos. Suas vendas pelo que diziam ter visto. Mas só a rosa usava o ânus como loja.

Isto tudo havia sido manjado.

AQUI E ACOLÁ

Onde estou ligado, inexiste templo além do vácuo ou matéria além do átomo.

Abriram minha cabeça, mas juntei os cacos.

Estou "inteiro", "ir", "indo".

EU DISSE NÃO

Outros universos tentaram enviar em psicografia o nome d'outro deus; Contudo creio apenas no Nosso. 

Os 10 Mandamentos são uma Lei Cósmica.

À Ordem.

JOGO MANJADO 

O jogo manjado virava mesa ao meio dia ou simulava a volta à meia noite. 

Lamentável perda de tempo.

Mas ainda cobiçam, roubam, matam, como no tempo dos impérios (Egito, Pérsia, Grécia, Roma, Américas) em que invadiam-se terras ou emergiu a escravidão.

NEM OLHE LÁ

Viu só!
O pau do Lalá!

Juliano Paz Dornelles
I Zombeteiro Obsessor Esclarecido 


Desde que estourei uma bomba ao Negrinho



Baixei na terra. Fui lá no inferno. Onde ninguém queria-me além do diabo. Muitos vícios, contas a acertar e saúde comprometida. 

Arrematei-me oferecendo-me mais que qualquer outro. Fiz um Fotolog secreto e disse: "Aqui sou eu quem manda; Aqui eu sou o dono".

Porque "Só pode ser encontrado, aquele que um dia perdeu-se". Assim como "não se enche um copo que já está cheio".

Foi assim que Negrinho ensinou-me a encontrar os perdidos. O que não devia fumar, não devia beber; mas... aquele que corre, reluz.

Gratuitamente; 

Compro-me dos quais venderam-se;
Compro-me dos quais venderam-me.

O pagamento à mim e aos quais não vendem-me! Salvo avante e ao alto.

terça-feira, 21 de dezembro de 2021

Passando da esquina


A TI, O LİVRE ARBÍTRIO 

Fiz uma lista com dez coisas que faço sempre que alguém me dá não.

Algumas delas são a escrita, o estudo, a corrida e a oração.

Também abandonei algumas práticas que o diabo oferece para comprar tua alma ou transformar o teu céu em um inferno.

Quer uma dica?

Não beba álcool; 
Não fume;
Não drogue-se;
Não reclame da vida;
Não revide em discordâncias;
Não desista do que crês;
Não faça "sexo anal" (comer o *u das minas ou dar se você é mulher).

Estas são práticas dos demónios que aprisionam a alma ao inferno.

Nem tudo é pecado ou suja o homem e as mulheres. Mas beber água, caminhar ao sol, respirar ar puro, dormir e despertar cedo, ajuda.

Se você pensa que estou virando crente, acertou.

Somando


SOMANDO COM QUEM APOIA-ME NAQUILO QUE CREIO, QUERO E FAÇO

O mundo vive um momento desafiador. A pandemia e as ameaças de guerra quebraram muitos países. As classes média e alta sempre são as últimas a sentir. O efeito da inflação, desemprego, criminalidade e crise geral.

Nisto temos que repensar o que estamos fazendo para reverter tal situação. Noto muitos jovens entregues aos vícios como antes eu mesmo estava. Principalmente no álcool.

Nas festas de fim de ano, costumava ficar no tabaco, álcool e drogas. Com exceção de alguns anos em que experimentei a abstinência. Época em publiquei a maioria dos meus livros até então, ganhei prémios de literatura, medalhas no esporte e obtive a melhor forma física. 

Novamente deixo os vícios para trás. Na esperança de avanços pessoais, espirituais e profissionais. Desejo que desta vez seja definitivo. Pois não tenho mais idade para brincar de gangorra.

Conto com aqueles que apoiam-me nesta jornada. Que possamos somar forças ao progresso evolutivo das coisas boas. Aos demais, obrigado pela atenção dispensada.

Juliano Paz Dornelles 
Mestre em Comunicação
Membro Correspondente da A.L.M.A.S.
Sócio da Sociedade Partenon Literário

domingo, 19 de dezembro de 2021

Gozando junto


QUE SACANAGEM 💘

A vida é uma escola; o mundo, o laboratório e a mente humana, o objeto de estudo mais fascinante que existe.

Então falei a uma antiga parceira, antes de nunca mais vê-la: "Virei crente! Agora sou Pastor na Igreja que estou criando! Não bebo; Não fumo; e seu ânus existe para cagar".

Desde então, nunca mais mandei o pau à merda. Pois creio que isto é prática do maligno. Estou zerado neste sentido.

Fui obrigado a aprender uma massagem indiana utilizando o fura-bolo no black-hole da moça, com margarina, e dois dedos na gruta, enquanto sirvo a mamadeira. 

Ainda estou em fase de experimentação. Recrutando cobaia fidelizada.

Sim. Isto não é pecado quando existe amor e fidelidade mútua. Bom, existe louco para tudo. Um dia te batizo a uma nova vida. Não se preocupe. Estou gozando da sua cara.

Huahuahuahua

sábado, 18 de dezembro de 2021

Pai Divino deu-me uma missão


PAI DIVINO DEU-ME UMA MISSÃO

Um ano após eu ter iniciado a fumar, meu pai fez a passagem devido a um câncer de pulmão. Eu tinha dezesseis anos. No ano seguinte, engravidei uma amiga. Quando eu estava com dezoito anos, meu filho nasceu. Eu estudava engenharia na UFSM. 

Meu irmão era engenheiro. Quando ele parou de fumar, despacharam-me o tabaco. A maconha; O álcool. Eu larguei a engenharia. Fui afastado do meu filho. Fui internado em uma fazenda para dependentes quimicos. Perdi meu carro e a vaga na universidade federal. 

Vim morar em Porto Alegre. No primeiro mês fiquei no apartamento de um amigo. Onde eu só tinha um colchão. Vendi adesivos na sinaleira para ajudar o projeto de recuperação de viciados.

Iniciei engenharia na PUCRS. Passei na UFRGS mas não me matriculei. Um professor marista fez-me desistir das exatas. Eu estagiava na Lafarge Concrebras em Controle de Qualidade Iso 9000. Também era monitor de Geometria Descritiva na PUCRS.

Mudei de profissão. Fiz Comunicação Social na FAMECOS. Pós na ESPM. E mestrado na PUCRS. Também fiz técnico em Locução e Produção de Rádio na FEPLAM. Enquanto estudante de jornalismo, passei na UFRGS em Ciências Sociais onde cursei dois semestres. Estagiei como locutor e produtor voluntário na RADIOFAM e estagiário repórter na AGROLINK.

Enquanto fazia Pós em Comunicação com o Mercado na ESPM, fui Assessor de Imprensa e Cargo de Confiança de um conterrâneo Deputado na Assembleia Legislativa. 

Envolvi-me na Literatura. Tornei-me Membro Correspondente da A.L.M.A.S. e Sócio da Sociedade Partenon Literário. Ganhei a Comenda Luiz Vaz de Camões da Literarte em parceria com o Núcleo de Artes e Letras de Lisboa e inúmeras menções honrosas em concursos de Literatura. Autografei em várias edições da Feira do Livro. 

Mas o tabaco, o álcool e as drogas, continuavam trancando o caminho. Tive Hepatite A. Fui prohibido de beber. Internado duas vezes. Tive obesidade mórbida. Perdi trinta quilos. Recuperei quinze. Treinei lutas. Ganhei várias medalhas em provas de corrida. Produzi midias. Meus canais foram hakeados. Criei outros canais. Pela segunda vez estou limpo. 

Acordo cada dia como se fosse o primeiro de uma longa jornada. Estou iniciando hoje com tudo que fiz até aqui. Agora, mais uma vez, livre das drogas. Sei exatamente o que quero e onde estou indo. Pai Divino deu-me uma missão. Mas esta é outra história.

Juliano Paz Dornelles
Mestre em Comunicação
Membro Correspondente da A.L.M.A.S.
Sócio da Sociedade Partenon Literário

SOBRE OS QUADRINHOS DAS FOTOS ACIMA;
AINDA PROCURO INVESTIDOR 

Lembrando como tudo começou! Na época eu vendia guarda-chuvas na esquina democrática, no centro de Porto Alegre, após ter feito mestrado e ter sido rejeitado como mestre nas portas em que bati.

Também vendi Newsletters de própria autoria impressas no Xerox. Mouses, pendrives, incensos, antenas, cortadores de unha e cola bonder no trem. 

Com o dinheiro publiquei alguns livros de poesias ou contos. Hoje são mais de 130 participações em Antologias. Seis obras individuais impressas. Revistas em quadrinhos, jornais digitais e e-books.

Fone/Whats +55 51 9.8681-0614

E-mail: julianodornelles@gmail.com
Instagram.com/julianodornelles