quarta-feira, 9 de junho de 2021

Prossumers HQ



Até que se cumpra o que está escrito



 TODA HONRA E GLÓRIA AO VERBO 

"Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas, não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo, até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra”. Mt 5:17-18

Áudio: Sl 147 a 149

Perdoo porque o Mestre pediu para perdoar, não julgar e não retribuir o mal com o mal. Mas o Pai vinga quando, caso e se, é a vontade dEle.

Shalom Aleichem

Somos um só


MULHERES 

A pisada na bola de uma mulher merece as seguintes alternativas como resposta: "O Pai perdoa", "Desisti de ti" ou "Te perdi". No mais, good bye, seja feliz, tchau tchau.

ESPÍRITOS LIVRES 

Esta encarnação é uma só. Quem sabe demore milhões de anos até reencontrar velhas boas amizades que fizeram a passagem ao plano espiritual. Ou, talvez, nunca mais os veja. Então, antes de dormir, oro às almas. Um copo d'água sobre a mesa; à luz acesa, um livro aberto.

VIAGEM 

Estou aqui de passagem. Não se apegue ao meu mundo. Esta é apenas a nave.






Licença, desculpe, obrigado

 


Irmão, é mais facil perdoar que revidar. Há tanta maldade por aí, raro arrependimento ou piedade. Raros pedidos de licensa, desculpas ou obrigado. Imagine se todos que levassem um tapa retribuissem a porrada. O mundo seria só bofetada. Aproveite o dia de hoje e perdoe cada um que lhe ofendeu no caminho. Deseje-lhes a paz. Que sejam felizes ou queimem na luz das estrelas.

terça-feira, 1 de junho de 2021

Quantos demônios quiserem ser bons


ENTRE A LUZ E AS TREVAS 

Os obsessores continuavam perseguindo-me. Alguns diziam: "O que é isto 'Pastor diabo'?" Mas a verdade é que não os conheço.

Insistiam em tentar ligar o inimigo aqui. Sabiam que marquei hora para treinar. Então, tentavam desviar-me dizendo para ir antes ou não ir.

Outros pediam para fumar ou pagar o tabaco. Enquanto os guias insistiam que eu deveria enterrá-lo.

Os demônios estavam divididos. Alguns queriam redimir-se à luz. Pediam-me para cortar o álcool e o café. Outros diziam: "Desista! Seu tempo acabou".

Mas o Senhor dos Senhores disse-me: "Tens o tempo que tens". Pediu-me um copo d'água. Bebi e sumiu.

Espírito livre !


O CHAMADO 

O homem era um pecador. Fumava, bebia e comia as mulheres no ânus. Mas Deus ouviu suas orações e fez-lhe o chamado. Muitos perguntavam: "Porque este, se sou mais rico, não fumo e nada devo?".

Outros reclamavam dizendo: "Já temos o que este quer ter. Já somos o que este quer ser. Além disto, estamos fazendo o que este deve fazer".

Respondeu o Senhor dos Senhores: "Porque estão salvos e este busca a salvação".

O homem foi prohibido de negociar. Não deveria aceitar, nem mais, nem menos, do que o que Deus quiser. 

Muitos criavam empresas servidas pelas casas de oração. Então, em vez de pedir ajuda, e alugar os seus santos, abriu a própria, com uma bíblia e as próprias preces. Pois está escrito: "Buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas".

O HOMEM: ESPÍRITO LIVRE 

São tantos que nem sei os nomes. Contudo, alguns deles, os via nos ancestrais. 

Um deles apontou ao peito e disse: "Este é meu irmão, este é meu filho e este é meu pai".

quarta-feira, 26 de maio de 2021

Viagem Astral ao Home Office


Era meio dia. Caminhando ao Sol, e ar puro, enviei mensagens de áudio aos grupos do Whats App. Vim para casa tirar um cochilo.

Antes de cochilar, lembrei-me quando destaparam-me o véu no batismo maçom. Quando abriram-me os olhos. Como se eu estivesse noivo desde os dez ou doze anos. Eu usava um anel de prata peruana. Também lembrei o cumprimento Positivista. A verdade é que casei-me com o Espirito Santo.

O diabo persegue-me desde os treze anos. Sempre enviou pessoas que ofereciam-me drogas. Hoje alguém tentou servir-me café. Recusei ao escolher beber água.

Sestiei após o almoço. No sonho, um rato cinza entrou em minha sala procurando o globo terrestre. O que está sobre a mesa. As estrelas fluorescentes que colei no teto, despencaram. O gancho da rede arrebentou da parede. O vento foleava as páginas da bíblia. 

Alguém mostrava os violões que estão na loja a um músico. Pediam-me o segundo predileto. Eu disse: "Este não está a venda". Então acordei. Eu estava suado. Lavei o rosto. Bebi um copo d'água. Orei em silêncio. Como se o espirito familiar soletrasse o Pai Nosso, dentro de mim, sem que eu ouvisse uma só palavra.

E agora José?


ASSALTO À NOVA ORDEM 

A pandemia quebrou o mundo. Milhares de pessoas estão endividadas. Empresas faliram. Escolas fecharam. Outros milhares fizeram a passagem ao mundo dos mortos. Então pergunto-me: "Por que a humanidade está passando por isto?"

Há quem diga que o Covid é uma arma de destruição em massa. Um vírus criado em laboratório para assaltar as Nações. Sugando a economia. Em nome do que chamam Nova Ordem Mundial.

A Guerra Fria está de volta. O mundo se prepara a uma guerra nuclear. Novas variantes do virus se espalham. As escolas ainda estão fechadas. Jovens desempregados se entregam aos vícios. Enquanto deveriam estar na aula ou produzindo. O consumo do álcool cresceu vertiginosamente.

"Isto é um assalto" - Grita um bandido na encruzilhada, enquanto joga uma bituca acesa na terra. O povo bebe na praça. Está na Serasa ou SPC. Inscreve-se no bolsa família. Saca o FGTS. Empenha o que tem e o que não tem.

Está em jogo a terra dos outros. A dignidade do trabalhador. As contas da dona de casa. O ano letivo. O culto na igreja. A sessão espírita. A integridade física dos povos invadidos pela guerra.

"E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?" diria Drummond.

Mais uma vez? A rosa cálida? A rosa das rosas! Oh Hiroshima. Quanto plágio num mundo de inventores. Ninguém cria mais nada. Todos copiam ninguém. Ou importam da China. Ou perguntam ao velho: "Onde vamos? O que fazemos aqui?". Pois já não têm mais caminho. O caminho próprio. Só sabem copiar ou roubar.

Querem estar acima dos outros. Ser o veto alheio. Ou o sem alguém. Sem saber que isto é jogo jogado. Martelo manjado. Que fomos roubados. Quando assaltamos o trem. 

Meu texto é roubado. Seu ano letivo. Seu vestibular. Milhares de empresas. A paz entre os povos. As novas ideias. Enquanto isto, os bandidos ainda estão impunes. Pela farinha do mesmo saco. Pois já não há lei. Se não vale a nenhum, não vale a ninguém.

Querem repartir o seu "cão"; O seu mundo; O seu chão. Os seus direitos adiquiridos quanto à soma dos nãos. Para fazer o mesmo a quem está disperso. Os inocentes; As vítimas; Os réus. A Terra e o céu. O capitalismo ocidental. O mundo cristão. 

Te oferecem a justiça de quem perdeu a luta; de quem está fora da labuta. Para completar, te mandam pôr no "culo", se quiser perder a guerra. Pois acatam a sua tutela sobre a própria terra.

Estão passando por cima. Cultuam a vingança que nunca foi justa. Esqueceu-se o Contrato Social. O maconheiro, o tabagista, o cachaceiro... tudo marginal? À margem de um mundo marginalizado. Sem justiça. Sem piedade. "E agora José?".

segunda-feira, 24 de maio de 2021

Shalom Aleichem


TODA HONRA E GLÓRIA AO VERBO 

O Senhor dos Senhores está Conosco e disse: "Eu não vim chamar o justo, mas o pecador ao arrependimento".

Mas também disse: "Eu não vim trazer a paz, mas sim a espada". Pois "o cavalo não garante a vitória; a despeito da sua grande força, a ninguém pode livrar".

Há alguns anos, recebi o chamado. Eu estava imerso no pecado. O álcool era companhia cotidiana. Os tóxicos e as falsas amizades. Minha casa estava tomada pelos encostos. Entidades que encontrava nas encruzilhadas. 

De origem católica, estudei o espiritismo e as religiões afro-brasileiras. Também a mitologia, alquimia e magia. Mas foi no dia em que dobrei os joelhos que o Pai Divino pediu-me que dispensasse as ofertas do diabo.

Estava trabalhando na noite, em meio aos bares e pubs de um bairro boêmio. Andava com mulheres promíscuas. Bebia nas praças. Discutia com pessoas que mereciam meu respeito. Eventualmente, quebrava as coisas em casa, em crises bipolares. 

A verdade é que continuei orando, pois acredito em milagres. Acredito num mundo melhor. Que o bem há de prevalecer frente o mal. A luz, frente as trevas. As virtudes, frente aos vícios.

Sei que muitos são chamados. Que estou sob provação. Que tenho o livre arbítrio. Então, peço, neste exato momento, que o Verbo guie-me, ilumine-me, reja-me, fazendo-me instrumento, caso seja a vontade dos céus.